Arquivo para dezembro, 2016

Entenda os regimes de trabalho/serviço dos grupos geradores

O aluguel de geradores requer atenção a detalhes como, por exemplo, saber o regime de trabalho indicado para cada situação. O regime de trabalho/serviço é parte importante no processo para definição da proposta de locação de geradores, o que influencia diretamente pontos específicos do projeto.

As classificações descrevem as condições de carga máxima permitida em um grupo gerador. Se a potência do gerador escolhido for menor do que a potência necessária, esta acabará sendo insuficiente para suprir a demanda do evento. Se a potência contratada for superior ao necessário, haverá um gasto desnecessário com energia.

No caso de o gerador trabalhar subdimensionado e a potência fornecida não ultrapassar 30% de sua carga, o motor pode ser danificado por não conseguir alcançar o assentamento correto dos anéis, o que ocasiona o chamado “envidramento” dos anéis.

Em contrapartida, se o gerador trabalhar acima da carga recomendada pelo fabricante, podem haver danos ao equipamento e aos eletrônicos conectados, causando um superaquecimento do conjunto.

Confira abaixo os tipos de regime de trabalho/serviço:

Stand-by ou Emergência

Utiliza-se o regime de trabalho/serviço Standby ou Emergência quando o fornecimento de energia elétrica substitui o fornecimento de energia da concessionária, ou quando a energia provém de uma rede não confiável. Este regime é utilizado somente para aplicações de emergência, onde o grupo gerador funciona como reserva da fonte atual de energia.

Prime

O regime de trabalho/serviço prime é utilizado em instalações servidas por uma fonte normal e confiável de energia, onde os equipamentos serão dimensionados para alimentar cargas variáveis em serviços programados, como horários de ponta ou horo-sazonal.

A utilização do gerador neste regime proporciona a segurança necessária para eventos e/ou empresas que optam pela utilização do gerador para serviços programados.

Recomenda-se a utilização deste regime para operações com número de horas ilimitadas, restringindo-se às aplicações de carga constante.

Contínuo ou carga básica

Tratando-se de locais remotos ou eventos que utilizam como única fonte de energia o gerador, o regime de trabalho/serviço mais indicado é o contínuo.

Neste regime espera-se que o gerador produza a saída nominal durante um número ilimitado de horas sob carga constante, alimentando as cargas variáveis durante todo tempo necessário de operação. Para o regime contínuo, é importante respeitar sempre os intervalos de manutenção determinados pelo fabricante.